Saiba como as empresas podem ganhar velocidade e eficiência implantando processos automáticos.

O que é?

Automação comercial é um recurso para transformar tarefas
repetitivas em processos automáticos, realizados por máquinas. Por meio
dela, tarefas suscetíveis a erros humanos como anotação do peso de uma
mercadoria, preenchimento de um cheque, por exemplo, quando feitas de
maneira informatizada, ganham velocidade e eficiência.

Não basta a preocupação somente com as vendas ou com o atendimento ao
público. É preciso organizar a empresa em seu conjunto, saber onde o
dinheiro está sendo empregado, controlar gastos e despesas financeiras,
pois só assim os ganhos que se conquistam na venda não serão perdidos na
retaguarda.

Quanto mais completo for o sistema em sua retaguarda (estoque, contas
a pagar e receber, bancos) e frente de caixa, maiores serão as
vantagens para o negócio. Assim, a automação começa a ser entendida pelo
empreendedor como um investimento para aperfeiçoar sua gestão e obter
eficiência e produtividade.

Automação e Tecnologia

Apesar de muitos empreendedores olharem torto toda esta
evolução tecnológica, muitos já perceberam as vantagens que isto trará
no futuro. Uma delas será eliminar as disparidades gritantes entre
preços de produtos similares, acabando com a concorrência desleal.

Além do que, com a automação comercial e a internet, é possível criar
lojas virtuais fantásticas que poderão fazer com que uma microempresa
concorra de igual para igual com uma multinacional, sendo seu limite a
sua capacidade criativa em atingir seu público alvo, e sua estrutura
para atender aos milhares de pedidos que poderão ser solicitados,
através de um bom trabalho de marketing digital.

Tipos de automação

Sistemas de automação comercial precisam ser muito bem
desenvolvidos, de forma a não oferecer possibilidade de venda
desconectada do sistema emissor de cupom fiscal, para evitar fraudes. O
mercado oferece hoje sistemas com funcionalidades diferenciadas para
variados segmentos, como por exemplo:

  • Alimentação (bares, restaurantes, lanchonetes, padarias,
    confeitarias, sorveterias, casas noturnas): venda descentralizada por
    meio de comandas eletrônica e terminais touch screen, favorecendo a
    presença mais ativa do garçom junto ao cliente;
  • Varejo e micro varejo (vestuário, lojas de materiais de construção,
    eletroeletrônicos, magazines, móveis, farmácias): pré- vendas, por meio
    de PDAs e terminais touch screen, catálogos eletrônicos, web commerce;
  • Hotelaria (hotéis, pousadas, albergues, flats): reservas, check in,
    check out dos hóspedes;  – supermercados: geração de informações por
    meio de balanças inteligentes, exibição eletrônica dos preços
    diretamente nas gôndolas;
  • Postos de combustível: controle integrado das bombas, serviços, loja de conveniência.

Benefícios da automação comercial:

O principal benefício encontrado na automação de um estabelecimento é
diminuir ou eliminar erros que poderiam ser gerados pela falta de
integração eletrônica dos departamentos que compõe uma empresa. Entre as
principais vantagens estão:

  • Rapidez na verificação de informações;
  • Agilidade no atendimento do caixa;
  • Maior comodidade para o consumidor;
  • Redução de tarefas manuais;
  • Diminuição de erro nas vendas;
  • Aumento no fluxo de clientes por check out;
  • Melhoria nos índices de satisfação dos clientes;
  • Maior segurança e agilidade na troca e devolução de mercadorias;
  • Aumento na confiabilidade dos processos;
  • Redução de custos;
  • Facilidade para apuração de resultados;
  • Menor desgaste dos funcionários;
  • Segurança e agilidade em inventários;
  • Aumento da produtividade;
  • Melhorias na gestão do negócio;
  • Redução da burocracia;
  • Agilidade na apuração dos impostos;
  • Eficiência no processo de fiscalização.

Fonte: Sebrae Amapá – 09/01/2019

 

Siga-nos nas Redes Sociais.

Share This
WhatsApp Fale conosco